terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

BACALHAU À SENHOR PRIOR

BACALHAU À SENHOR PRIOR



Não é à toa que se denomina o bacalhau de "fiel amigo". Tal como um fiel amigo, está sempre presente, neste caso, à mesa dos portugueses.


Sendo um dos nossos peixes preferidos, já foram encontradas variadíssimas formas de o cozinhar. Diz-se até que existem 1001 maneiras! Certo é, que é já símbolo dos pratos típicos da cozinha regional do nosso país.

Esta versão que vos trago hoje, o bacalhau à Senhor Prior, é uma receita originária da Beira Litoral, sendo que na realidade se assemelha muito ao Bacalhau à Gomes de Sá

Por cá foi um prato muito apreciado e que já foi repetido várias vezes. Não é um prato muito demorado, mas leva o seu tempo, de forma que sugiro que o façam para um almoço de domingo, onde podem presentear a família com este belo repasto.


Ingredientes:

4 postas de bacalhau demolhadas
1 Kg de batatas
3 ovos + 2 ovos
4 dentes de alho
150 ml de azeite
Azeitonas pretas
Sal
Salsa

Preparação:

Coza o bacalhau e 3 ovos num tacho com água por cerca de 10 minutos após ferver.
Lave as batatas e sem tirar a pela, leve-as a cozer noutro tacho.
Limpe o bacalhau de peles e espinhas e lasque-o.
Corte os ovos às rodelas.
Descasque as batatas e corte-as às rodelas.
Leve um tacho ao lume com o azeite e os alhos lascados. Deixe aquecer, sem ferver.
Numa travessa de forno, verta um terço do azeite no fundo. Por cima disponha metade das batatas, metade do bacalhau e metade dos ovos.
Regue com mais um terço do azeite e repita as camadas. Disponha as azeitonas descaroçadas e em rodelas e verta por cima o azeite restante.
Bata 2 ovos com um garfo, junte uma pitada de sal e verta sobre o preparado.
Leve ao forno pré-aquecido a 220ºC durante 15 minutos.
Polvilhe com salsa picada e sirva.






Bom apetite!!

domingo, 25 de fevereiro de 2018

AÇORDA DE COGUMELOS - CANTINHO DAS COZINHEIRAS

AÇORDA DE COGUMELOS




Toda a vida ouvi chamar tortulhos aos cogumelos. No meu Alentejo, os meus primos e tios iam apanhá-los junto aos sobreiros e as minhas tias faziam (e fazem) açorda de tortulhos. Deliciosa... capaz de a comer como prato principal...


Só mais tarde é que percebi que existem variadíssimas espécies de cogumelos, que os tortulhos eram apenas uma delas e que era preciso muito cuidado ao apanhá-los pois quem não está habituado a fazê-lo pode ter a pouca sorte de colher um cogumelo venenoso... 

Para a receita que vos sugiro hoje, podem escolher a espécie de cogumelos que mais gostarem. Eu, se pudesse, teria escolhido os meus amados tortulhos. Porém, como aqui pelos arredores de Lisboa não há, escolhi os típicos cogumelos Paris. 

Esta sugestão vem como resposta a mais um desafio do "A Cozinhar com..." do grupo de facebook "Cantinho das Cozinheiras".

Este mês, o blog escolhido para nos inspirarmos numa das suas receitas foi o "Receitas e Truques da Clarinha". 

Começar por dizer que de tantas sugestões boas que a Clara nos deixa no seu blog, não foi nada difícil escolher, tinha até várias em vista que guardei para mais tarde fazer.

A receita da Clara em que me inspirei foi a Açorda com Cogumelos Salteados. Alterei algumas coisas, principalmente o pão, que troquei por pão alentejano e ficou deliciosa! Feita num dia de muito frio, esta açorda foi uma refeição perfeita, saborosa e reconfortante. APROVADA!


Ingredientes:

4 fatias grossas de pão alentejano
3 dentes de alho grandes picados
Sal
Azeite
Pimenta
Coentros
400ml de água

200g de cogumelos
1 ovo

Preparação:
Comece por partir o pão aos pedacinhos para uma taça e reserve.
Num tacho coloque um fio de azeite e junte 2 alhos picados. Deixe alourar e junte a água e os coentros picados. Deixe levantar fervura.


Entretanto lave e corte os cogumelos às fatias. Numa frigideira anti-aderente, aqueça um fio de azeite com 1 alho picado. Deixe alourar, junte os cogumelos e tempere com sal. Deixe saltear em lume brando até os cogumelos estarem cozinhados. 


Quando a água estiver a ferver, junte o pão e mexa bem.
Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar um pouco em lume baixo, mexendo frequentemente até obter a consistência da açorda pretendida.

Junte os cogumelos e envolva bem. Por fim, junte um ovo e mexe bem para incorporar bem.

Bom apetite!!




sábado, 24 de fevereiro de 2018

Visitas da Mãe Galinha - Saikō - Campo Pequeno

Saikō - Campo Pequeno


Saikō
Saikō


Não é fácil levarem-me a um restaurante de Sushi. Sou particularmente selectiva no que a isso diz respeito, principalmente porque já tinha tido algumas experiências que não me tinham encantado em restaurantes que me diziam ser os melhores.

Chega-me entretanto o borburinho de que o Saikō havia aberto um novo restaurante, desta vez no Campo Pequeno, e fiquei com a ideia em mente. Já tinha ouvido maravilhas do restaurante no Estoril e do quão bom era o Sushi de fusão que por lá se faz pelas mãos do Chef Péricles Lacerda.

Surgiu então a oportunidade de experimentarmos e lá fomos nós. Como a pequenada ainda não aprecia este tipo de cozinha, fomos apenas os dois. E que bom que foi. As expectativas iam altas e garanto-vos que foram todas superadas.

Começar por dizer que o restaurante se encontra na parte exterior da Praça do Campo Pequeno e que a decoração não poderia ser mais elegante, delicada e romântica. Perfeita para um jantar a dois.

Recebidos e tratados sempre de forma cuidada, simpática e muito educada por uma equipa muito acolhedora.












 O que comemos?


  • Couvert - Folha de endívia com pasta de salmão cozinhada, molho sweet chili, goma wakame e sésamo, Sunomono (pepino marinado e sésamo moída) e Edamame (soja verde na vagem com flor de sal). Gostei tanto das folhas de endívia...
Couvert
Couvert

  • Ebi tempura - Camarão tempura, salada, sésamo e molho do chef. Pára tudo! DE-LI-CI-O-SOS!! Podia comer isto todos os dias... tão, mas TÃO bom!

Ebi tempura
Ebi tempura

Ebi tempura



  • Gunkan Hotate - Atum, maionese de gengibre, vieiras braseadas, ovas e micro ervas.



Gunkan Hotate
Gunkan Hotate


  • Gunkan Egg - Salmão braseado, ovo de codorniz, cebolinho, molho taré e ovas.
Gunkan Egg
Gunkan Egg


  • Saikō Ichi -  Peças especiais fusão do chefe com Sushi e Sashimi.

Saikō Ichi
Saikō Ichi


Qualquer um dos pratos com uma apresentação cuidada e pensada para despertar mais do que um sentido. As cores nos pratos, os cheiros, os sabores, as texturas... tudo pensado ao pormenor para criar uma experiência deliciosa. O peixe esse, sempre tão bem tratado e respeitado em cada peça. Foi de facto uma excelente experiência, onde a fusão eleva tudo a um outro nível.

  • E para terminar em beleza, um Pijaminha, com Chizukeki Saikō (Cheesecake) com cobertura de caramelo e outro de frutos vermelhos, Ryōri de Lima, Mousse de chocolate, Mūsu de maracujá, Gelado de chá verde e Goma Aisukurimu (gelado artesanal de sementes de sésamo).
Pijaminha
Pijaminha

Aqui fomos a votos. O marido elegeu a mousse de chocolate e eu a mūsu de maracujá. Ambas muito cremosas e doces no ponto certo. Mas não se preocupem que os restantes também não ficaram no prato para contar história!

Terminada a noite, saímos muito satisfeitos e com a certeza que voltaremos a este restaurante que tão bem nos acolheu, ou até mesmo ao do Estoril, para experimentarmos outros pratos que nos ficaram debaixo de olho como a Yakissoba (massa japonesa salteada) e as Yaki (espetadas).


Onde fica?
Praça do Campo Pequeno, 602, Campo Pequeno, Lisboa.

Facebook?
https://www.facebook.com/saikocampopequeno



Saikō Campo Pequeno Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato


quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Workshop de Nutrição Infantil "Quero mais leite"

Workshop de Nutrição Infantil "Quero mais leite"

No domingo passado, quem pôs as mãos na massa não fui eu! Foi a pequenada! :)

Já aqui tenho partilhado convosco que os meus pequenos adoram participar nos cozinhados cá de casa. Acho que gostam não só de ver o resultado final do seu esforço, como também de meter literalmente a mão na massa. Não os censuro, afinal de contas quem sai aos seus...


Mas este domingo, os meus mini-chefs tiveram direito a ir aprender e fazer umas receitas novas num workshop de nutrição infantil na Cru Kitchen.


quadro da cru kitchen food matters
Cru Kitchen - Food Matters


A nutricionista Dra. Mafalda Almeida e a FENALAC (Federação nacional das cooperativas de produtores de leite) juntaram-se com o intuito de contribuir para a melhoria dos hábitos alimentares dos mais novos, assim como com o intuito de combater a obesidade infantil, e apresentaram soluções práticas e saudáveis para os seus lanches, onde o leite tem papel de destaque.


dra Mafalda Almeida no workshop quero mais leite
Dra. Mafalda Almeida
                                               

Segundo a Dra. Mafalda, 

 “os números da obesidade infantil em Portugal são assustadores, com uma em cada três crianças a sofrerem de excesso de peso.  É fundamental mudar a cultura alimentar e fazer valer a premissa de que alimentos saudáveis são também alimentos deliciosos. O leite tem a vantagem de ser uma opção bem aceite nas crianças e de ser de facto um alimento nutricionalmente importante no combate à obesidade infantil. Neste encontro decidimos juntar-lhe outros companheiros saudáveis, de forma entusiasta e divertida.
É imperativo as crianças adotarem uma alimentação equilibrada e saudável desde cedo, algo que se vai refletir na sua vida adulta. É fundamental que os lanches dos mais novos sejam atrativos e saborosos, sem por isso deixarem de ser saudáveis. Leite, fruta, legumes e cereais devem comandar a diversão na refeição a meio da manhã ou tarde. Porque é nestes alimentos que se encontram proteínas, vitaminas, fibras e minerais e hidratos de carbono essenciais para um bom desenvolvimento físico, cognitivo e social das crianças”.


E lá fomos nós! O que cozinharam?

Os mini-chefs vestiram os mini-aventais e lá começaram a cozinhar. Fizeram panquecas e um bolo de canela, receitas da Dr. Mafalda que partilho convosco para que possam aderir também a este movimento.

  • Primeiro, umas deliciosas Panquecas de Aveia e Canela!
ingredientes para as panquecas de aveia
Os ingredientes

crianças a fazer panquecas
Os manos a misturar os ingredientes

frigideira a fazer panquecas
Quase prontas...

Panquecas no prato
A obra prima final!


Ingredientes:
75gr de aveia
150gr de farinha integral
Canela
1 ovo grande
275 ml de leite meio gordo (sem lactose para os intolerantes)
Óleo de côco

Preparação:
Numa taça misture a farinha, a aveia e a canela. Misture o ovo e o leite.
Aqueça a frigideira e pincele o fundo com óleo de côco.
Adicione a massa à frigideira e cozinhe até fazer bolhinhas (cerca de 2 minutos). Vire a panqueca e cozinhe mais um minuto.
Sirva com fruta e um fio de mel ou creme de chocolate e avelã.


  • Depois, um voluptuoso bolo de cacau e banana na caneca!

Encher a caneca com massa para o bolo
Massa pronta, toca a encher a caneca!

bolo na caneca pronto
O resultado final: Um delicioso bolo!


Ingredientes:
1 ovo
5 colheres de sopa de leite meio gordo
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de café de fermento
4 colheres de sopa de farinha de aveia integral
2 colheres de sopa de açúcar de côco
Meia banana pequena esmagada (cerca de 2 colheres de sopa)
2 colheres de sopa de cacau em pó

Preparação:
Numa taça misture a banana esmagada com o azeite, o leite e o ovo. Junte a farinha, o fermento, o cacau e o açúcar de coco.
Coloque a massa numa caneca e leve ao micro-ondas durante 3 minutos ou ao forno durante 15 minutos a 180ºC.


Digam lá se não temos uns mini-chefes muito habilidosos!! Que orgulho :)

Para conhecerem mais sobre esta campanha da FENALAC, podem ir a http://queromaisleite.pt




quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

FEIJOADA DE POTA E CAMARÃO

FEIJOADA DE POTA E CAMARÃO


Feijoada de polvo e camarão


Gosto de polvo. Não posso ver arroz de polvo ou salada de polvo que as minhas pupilas gustativas entram em alerta máximo. Sabem nos casamentos quando nos aperitivos anda tudo à caça do croquete e do rissol? Eu ando de olho na salada de polvo!

No entanto, o meu adorado polvo tem um grande defeito: encolhe que se farta!! Uma pessoa compra um polvo de 1kg e quando abre a panela sai de lá um primo anão do que entrou! Bem que se podia juntar aos espinafres salteados e fazerem uma associação de "alimentos que desaparecem a olhos vistos".

E é aqui, neste meu desassossego, que entra a Pota. Descobri a pota há já uns anos e tem sido uma grande substituta do polvo. Além do preço ser bem mais simpático, mantém o tamanho original! 

Comecei então por usar a pota como substituta do polvo, porque acho que a textura e o sabor são muito semelhantes. E não é que ficámos mesmo fãs? Cozinhamos exactamente da mesma forma, apenas os pratos ficam mais volumosos porque não diminui de tamanho para metade!

Para hoje sugiro uma feijoada, onde à pota ainda juntei camarão. Ficou para lá de boa! De comer tudo e ainda limpar o molho do prato com uma fatia de pão! Experimentem e digam-me se não é verdade!

Ingredientes:
(2 pessoas)
350g de tiras de pota descongelada e cortada em cubos
250g de miolo de camarão cozido em água e sal
1/2 cebola picada
2 alhos picados
1/2 pimento verde sem sementes picado
2 colheres de sopa de polpa de tomate
250g de feijão manteiga cozido
1 tomate maduro grande (picado sem pele e sem sementes)
1 cenoura picada
1 dl de vinho branco
Tabasco
Azeite
Sal
Coentros


Preparação:
Aloure a cebola e os alhos em azeite.
Junte a cenoura, o tomate e o pimento e deixe cozinhar um pouco.
Adicione a pota envolva bem e junte o vinho branco e a polpa de tomate. Tempere de sal e umas gotas de tabasco e deixe cozinhar. Quando a pota estiver cozinhada, adicione o miolo de camarão e envolva.
Por fim junte o feijão manteiga.
Sirva com coentros picados grosseiramente e acompanhado de arroz branco.

Bom apetite!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Na estante da Mãe Galinha - "Poupe com Jamie" - Jamie Oliver

Poupe com Jamie: Compre bem, cozinhe melhor, desperdice menos - Jamie Oliver




Quem me segue sabe que já não é de hoje a minha "paixão" pelo Jamie Oliver. Verdade seja dita, a minha paixão não é propriamente por ele, mas sim pela forma como cozinha. É descomplicado, prático e preocupado com o que coloca no prato. E, pelo menos segundo me parece, nada vedeta.

Ver os seus programas na televisão são para mim um momento de puro relaxamento. Fico vidrada na televisão e só "desbloqueio" quando acaba. Por isso mesmo, tenho os episódios gravados e, assim que posso (leia-se quando os miúdos vão dormir), ponho os episódios novos em dia.

Tenho três livros dele, este é o primeiro de que vos vou falar, o "Poupe com Jamie", um livro com o objectivo de apresentar receitas deliciosas e económicas. Por todo o livro podemos encontrar dicas e truques que podemos usar diariamente para nos ajudar a poupar. 

O livro, feito em colaboração com nutricionistas, dá-nos informações claras sobre o valor calórico por dose assim como muitos outros detalhes para que possamos fazer escolhas conscientes.

É muito fácil de usar, tendo seis capítulos de receitas bem definidos:


1) Vegetarianas - Pratos coloridos, emocionantes, vibrantes e deliciosos.

Prato de Noodles para a ressaca de Jamie Oliver, livro poupe com jamie
Noodles para a ressaca

2) Frango - De receitas clássicas a outras para fazer render as sobras. 


Receita de cannelloni de frango e espinafres
Cannelloni de frango & espinafres

3) Vaca - Variadas receitas com os diferentes cortes da carne.


receitas de almondegas alla norma - livro poupe com jamie
Almôndegas Alla Norma


4) Porco - Receitas clássicas e outras para aproveitamentos das sobras.

receita banh mi livro poupe com Jamie
Banh Mi

5) Borrego - Várias receitas com borrego com variados cortes da carne.


Receita de salada crocante de noodles e borrego do livro poupe com Jamie
Salada crocante de noodles & borrego

6) Peixe - Receitas com peixe fresco e congelado.


Empada de salmão de massa filo do livro Poupe com Jamie
Empada de salmão de massa filo



Se gostam de Jamie Oliver, este é um livro que sem dúvida não podem perder. Simples, prático e consciente da actualidade, com dicas económicas e nutricionais. Mais do que recomendado! Tem um lugar cativo na minha estante, bem junto aos outros dois que tenho e que espero muito em breve juntar aos que me faltam.


Por fim, resta-me dizer-vos que se gostaram do livro, podem encontrá-lo com 10% de desconto e com portes grátis na WOOK.

Boas leituras e boas receitas!
WOOK - www.wook.pt

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Visitas da Mãe Galinha - Ground Burguer - Praça de Espanha

Visitas da Mãe Galinha - Ground Burguer - Praça de Espanha






Já tinha ouvido tanto burburinho à volta desta hamburgueria que não podia passar mais tempo sem a visitar.

Na Praça de Espanha, Lisboa, podemos então encontrar a Ground Burguer, uma hamburgueria que promete oferecer-nos os típicos hambúrgueres americanos, aqueles que se comem com um milkshake a acompanhar!

O espaço é amplo, jovem e descontraído. A sala é larga e arejada mas com um maravilhoso aroma a hambúrguer :D








Começar por atribuir logo pontos pela simpatia. Assim que chegámos e nos sentámos, disponibilizaram logo uns lápis de cor para a pequenada se entreter! Escusado será dizer que ficaram distraídos até chegar a comida. Agradeceram eles e agradecemos nós pais que assim não estamos a ouvir de 5 em 5 segundos "Quando é que chega a nossa comida?" :D




O que comemos?

Começando pelas bebidas, contornámos as variadíssimas cervejas artesanais e os conhecidos milkshakes e fomos directos a uma limonada e uma morangada. Ambos deliciosos!




Para comer, os mais pequenos escolheram o Kids Burguer que habitualmente traz queijo mas pedimos para retirar. É então um hambúrguer de carne 100% Black Angus.
Os acompanhamentos são à parte. Eles pediram batatas fritas crocantes em alho e alecrim com maionese de alho.






O meu marido pediu um Baconcheese, carne 100% Black Angus, queijo cheddar, bacon crocante fumado, alface, tomate, cebola roxa grelhada e molho BBQ fumado. Sendo que ele pede quase sempre o hambúrguer com bacon em qualquer hamburgueria que vai, é um bom avaliador deste "género" de hamburguer e, segundo ele, este é TOP!



Já eu pedi um Ground Burguer, carne 100% Black Angus, alface, tomate, cebola roxa grelhada e molho GB Special. Habitualmente traz queijo cheddar mas pedi para retirarem. Achei que era delicioso. A carne muito saborosa e todo o conjunto muito harmonioso.

Para acompanhar pedimos batatas fritas crocantes em alho e alecrim com maionese de alho e uma Salada Mista, misto de alfaces, misto de cenouras e nabo, canónigos, vinagrete de citrinos e cardamomo e crocante de broa com nozes.





O que achámos? Que passámos a ter uma nova hamburgueria preferida em Lisboa! A carne é super saborosa, os molhos divinais e o pão... o pão faz toda a diferença! As limonadas estavam no ponto e até as batatas fritas nos fizeram arregalar os olhos!

Pontos negativos? Talvez o preço não seja dos mais simpáticos (embora eu ache que se paga a qualidade) quando comparando com outras hamburguerias na cidade. Os acompanhamentos são à parte, e não parte de um menú. Mas se querem que seja sincera, neste caso não me importo de pagar mais, pois sei que vou sair 100% satisfeita.





Onde fica?
Avenida António Augusto Aguiar, 148A, Praça de Espanha, Lisboa.

Facebook:
https://www.facebook.com/GroundBurger/


Ground Burger Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato